Programação

Esta programação poderá sofrer alterações sem aviso prévio.


  • 08/11 - Terça-feira
  • 09/11 - Quarta-feira
  • 10/11 - Quinta-feira
  • Todos os dias

08/11 - Terça-feira

08:00 > 09:00

Registro e credenciamento - Foyer

08:30 > 09:00

Welcome Coffee - Foyer

09:00 > 10:30

Dia 1 - Plenária - manhã - Auditório principal
09:00 > 10:30| Abertura
Cerimônia de abertura com autoridades convidadas: - Governador do Distrito Federal - Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações - Ministro da Educação - Ministro do Tribunal de Contas da União - Comissão de CCTI da Câmara dos Deputados - Presidente da FINEP - Presidente do CONSECTI - Presidente do CONFAP - Presidente do NIC.br - Embaixador da República da Coréia - Ministro da Cultura - Ministro da Defesa - Reitor do Instituto Federal de Brasília - Ministro da Saúde - Diretor Geral RNP

10:30 > 12:00

Painel 1 - Auditório principal

Moderador: Francilene Garcia - CONSECTI

10:30 > 12:00| A importância do FNDCT para o desenvolvimento da Pesquisa e Inovação no País
Este painel tem como objetivo ouvir dos palestrantes suas observações sobre as diretrizes fundamentais para uma política nacional para a ciência, tecnologia e inovação eficiente, que contribua para o desenvolvimento do país, as visões de futuro e tendências para CTI incluindo o papel do FNDCT, em suas análises.

12:00 > 14:00

Intervalo para Almoço

14:00 > 15:00

Painel 2 - Auditório principal

Moderador: Helena Nader - Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - SBPC

14:00 > 15:00| A contribuição dos órgãos de controle para o novo marco regulatório de CT&I
A expectativa é que os palestrantes relatem as experiências com que os órgãos de controle têm convivido após a aprovação do marco regulatório de CTI, os esforços que tem feito para dirimir dúvidas no âmbito do Sistema Nacional de CTI e as lacunas e oportunidades de melhorias que enxergam na legislação.

15:00 > 16:00

Painel 3 - Auditório principal

Moderador: José Luiz Ribeiro - RNP - Rede Nacional de Ensino e Pesquisa

15:00 > 16:00| Evolução política do Marco Civil da Internet
Espera-se que os palestrantes façam seus relatos e análises a partir da participação no acompanhamento do trajeto da construção do marco civil da internet, considerando: os avanços, eixos principais, as influências mais impactantes, aspectos que foram alterados ou prejudicados, possíveis lacunas e oportunidades de melhorias. Vídeo da apresentação de Marcelo Barbosa (MPOG): http://video.rnp.br/portal/video.action?idItem=32352&idVideoVersion=31636

16:00 > 17:30

Painel 4 - Auditório principal

Moderador: Eduardo Grizendi - RNP - Rede Nacional de Ensino e Pesquisa

16:00 > 17:30| Experiências estaduais para expansão da rede de ensino e Pesquisa
Este painel tem como objetivo ouvir dos palestrantes/debatedores, as iniciativas de cada um, em seus estados, de experiências para conectividade de suas instituições à Internet, em especial, à RNP, relatando seus projetos, as suas dificuldades atuais e os resultados alcançados. Propostas para posicionamento estratégico da RNP são também muito bem-vindas, para que, juntos, RNP e Estados, possam atender, com excelência, suas instituições de ensino e pesquisa

17:30 > 18:30

Painel 5 - Auditório principal

Moderador: Saumíneo Nascimento - BNB

17:30 > 18:30| O papel das agências financiadoras para os projetos estruturantes de rede
Este painel tem como objetivo ouvir dos palestrantes e debatedores, suas experiências em financiamento de projetos de infraestruturas e as iniciativas previstas para financiar projetos estruturantes de redes nos estados e em programas nacionais, não só para alavancar a produção científica e a educação no país, mas também para promover o desenvolvimento local.

18:30 > 19:30

Brunch - Foyer

09/11 - Quarta-feira

08:00 > 09:00

Registro e credenciamento - Foyer

09:00 > 10:00

Palestra magna - Auditório principal
09:00 > 10:00| Fatos e Desafios da Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil

10:00 > 10:30

Palestra 1A - Auditório principal
10:00 > 10:30| Governança, Talento e Plataforma: os pilares da estratégia de controle digital do TCU - caso de uso utilizando Cloud e Analytics

Palestrante: Wesley Vaz - TCU

10:00 > 10:30

Palestra 1B - Miniauditório
10:00 > 10:30| ComDCiber - Tecnologia e Inovação na rede de Defesa Cibernética do Estado Brasileiro

10:30 > 11:00

Coffee Break - Foyer

11:00 > 12:20

Painel 6A - Auditório principal

Moderador: Antônio Carlos Nunes - RNP - Rede Nacional de Ensino e Pesquisa

12:20 > 12:40

Palestra de Patrocinador Binário/Aruba - Auditório principal

12:40 > 14:30

Intervalo para Almoço

14:30 > 15:10

Palestra 2B - Miniauditório
14:30 > 15:10| Teletrabalho como forma de inovação na gestão de pessoas, processos e tecnologia: desafios na gestão pública

15:10 > 15:50

Palestra 3B - Miniauditório
15:10 > 15:50| Projetos BR-CRIS e PT-CRIS: Sistema integrado de gestão de atividade científica (Current Research Information System)
Vídeo da apresentação de João Mendes Moreira (FCCN): http://video.rnp.br/portal/video.action?idItem=32377
Slide: Paulo Egler

15:50 > 16:10

Palestra Patrocinador VM Ware/Teltex IT - Auditório principal
15:50 > 16:10| Virtualização de Redes, a nova plataforma de conectividade!

16:10 > 16:30

Coffee Break - Foyer

16:40 > 17:00

Palestra Patrocinador Cam / Khomp - Auditório principal
16:40 > 17:00| Novos desafios em Telefonia IP: Como proteger meu ambiente de telefonia?

17:00 > 18:30

Painel 8A - Auditório principal
17:00 > 18:30| Educação Integrada em Rede

10/11 - Quinta-feira

08:00 > 09:00

Registro e credenciamento - Foyer

09:00 > 10:30

Painel 9A - Auditório principal

Moderador: Marcelo Caiado - Procuradoria Geral da República

09:00 > 10:30| Segurança e privacidade sob a ótica do marco civil e da proteção de dados
O Marco Civil da Internet é uma importante regulamentação do uso da Internet no Brasil, estabelecendo princípios, garantias, direitos e deveres de usuários, provedores, corporações, bem como diretrizes para atuação do Estado. O Marco Civil surgiu como iniciativa em 2011 através de um PL (Projeto de Lei), tornando-se lei em 2014, sendo, por fim, regulamentada neste ano de 2016. Com esta regulamentação, surgem algumas questões sobre como mudarão as normas de utilização da Internet, como as organizações devem lidar com armazenamento de dados, guarda de registros de conexões e acesso de informações, conteúdos veiculados na Internet, divulgação de informações sobre os padrões de segurança adotados pelos provedores de aplicação e provedores de conexão, entre outros exemplos. Frente a este cenário, nesta mesa, serão abordadas as diferentes visões - acadêmica, tecnológica, jurídica e de sociedade - sobre este tema, de forma a aprofundar como as organizações se inserem neste contexto e como elas devem se preparar para atender os princípios e requisitos estabelecidos no uso da Internet no Brasil.

09:00 > 10:30

Painel 9B - Miniauditório

Moderador: Luiz Ari Messina - RNP - Rede Nacional de Ensino e Pesquisa

09:00 > 10:30| Políticas Públicas de Telemedicina e Telessaúde no Brasil
O avanço da Telemedicina e da Telessaúde no Brasil e no mundo está fundamentado na integração e na participação em rede colaborativa entre os hospitais universitários e de ensino, faculdades de saúde, todas as instâncias gestoras do Sistema Único de Saúde e as Unidades Básicas de Saúde. A importância sobre as práticas e as recomendações mais adequadas passa pela discussão e o estabelecimento de Políticas Públicas de Telemedicina e Telessaúde, conforme vem sendo discutido nas Assembleias Gerais do CONASS e CONASEMS. O momento é de maior compreensão das práticas efetivas da Saúde Digital e portanto exige o estabelecimento de políticas públicas nacionais.
Slide:

10:30 > 11:00

Coffee Break - Foyer

11:00 > 12:20

Painel 10A - Auditório principal

Moderador: Augusto Paulo Silva - Fundação Oswaldo Cruz - Centro de Relações Internacionais em Saúde

11:00 > 12:20| Ações de telessaúde nos países da CPLP
A Estratégia de Telessaúde para a CPLP foi aprovada na Reunião Técnica PECS-CPLP 2009 – 2016, Secretariado Executivo da CPLP, Lisboa, 29/02 – 04/03/2016. A importância sobre as práticas e as recomendações mais adequadas, já experimentadas por Portugal, Brasil e Cabo Verde, são fundamentais para a discussão, o estabelecimento de Planos Nacionais de Telemedicina e Telessaúde, práticas em Saúde Digital e a integração das atividades em saúde nos países de língua portuguesa. Dra. Vanda Maria Andrade Alves Azevedo Correia apresentará várias experiências em Cabo Verde com a telemedicina. São apresentados os dados dos dois primeiros anos de atividade, bem como uma avaliação do 1º ano de instalação do programa nacional.

11:00 > 12:20

Painel 10B - Miniauditório

Moderador: Iara Machado - RNP - Rede Nacional de Ensino e Pesquisa

11:00 > 12:20| Campus inteligente
Em tempos de TVs inteligentes, carros inteligentes e cidades inteligentes, este painel se propõe a discutir o Campus Inteligente como um espaço para experimentação, principalmente graças ao fato de que muitas universidades podem ser um local apropriado para protótipos, pois nelas já há muitos especialistas interessados em trabalhar com IoT e existe infraestrutura de comunicação disponível. Protótipos e experimentos ali realizados podem extrapolar as fronteiras do campus e atingir a cidade, tornando-a cada vez mais inteligente. Esse painel é uma continuação do debate ocorrido no 17º WRNP em Salvador (BA) e tem com o objetivo de apresentar casos de uso nas universidades brasileiras e discutir os desafios de nossos campi para adotar essa tecnologia.

12:20 > 12:40

Palestra Binário / Juniper - Auditório principal

12:30 > 14:30

Intervalo para Almoço

14:30 > 15:10

Palestra 4B - Miniauditório
14:30 > 15:10| Computação Verde
Computação Verde tem sido um diferencial competitivo para as empresas no setor público e privado. Está associada à eficiência energética, ao uso de recursos renováveis e não tóxicos, além da minimização obrigatória dos resíduos gerados durante os processos de produção envolvidos. Envolve as fases de produção, operação e descarte de sistemas de computação. Dentro deste escopo, fala-se de produção limpa, Data Center Verde e até remanufatura e reciclagem de computadores. Sob esta óptica, o palestrante João Carlos Redondo irá conceituar a área de Computação Verde, abordar fatores que têm contribuído para incorporar esses princípios no modelo de gestão das empresas e discutir seus desafios e tendências.

15:10 > 15:50

Palestra 5B - Miniauditório
15:10 > 15:50| Mecanismos de colaboração/parceria/associação com organizações de C&T

15:50 > 16:10

Palestra NOKIA - Auditório principal
15:50 > 16:10| Do Smart Campus para a Smart Cities como podemos aumentar a produtividade e qualidade de vida com soluções inovadoras.

Palestrante: Wilson Cardoso - Nokia

16:10 > 16:40

Coffee Break - Foyer

16:40 > 17:00

Palestra patrocinador Teltec - Auditório principal

17:00 > 18:20

Painel 12A - Auditório principal

Moderador: Edson Kowask - RNP - Rede Nacional de Ensino e Pesquisa

17:00 > 18:20| Ciência, Tecnologia e Inovação em Rede no setor de Defesa

17:00 > 18:20

Palestra 6B - Miniauditório
17:00 > 18:20| Computação em Nuvem na Administração Pública Federal (APF) - demandas e expectativas
A computação em nuvem passou de apenas uma expectativa para uma realidade de fato, porém com esta mudança de paradigma os órgãos da Administração Pública Federal (APF), e principalmente os gestores de TI destes órgãos, se viram em um dilema, que vai desde as questões de segurança, privacidade e soberania dos dados até as questões relacionadas a formas e regras de contratação de serviços em nuvem para seus sistemas e aplicações. O objetivo desta sessão é apresentar o trabalho do Ministério do Planejamento em relação a contratação de serviços em nuvem pelos órgãos do Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação (SISP).