Notícia

Parceria entre a RNP e o Consecti é uma das novidades do Fórum RNP

As discussões incluem a importância do fundo nacional de apoio a pesquisas

25/10/2016 17:25

Um dos diferencias do Fórum RNP 2016 é a parceria com o Conselho de Secretários Estaduais para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação (Consecti). Com isso, além de debater assuntos relacionados aos desafios de ciência e tecnologia nas áreas de educação, ciência e cultura, os participantes também vão discutir assuntos como a importância do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT), que tem a finalidade de promover recursos para atividades de inovação e pesquisa. 

A presidente do Consecti, Francilene Garcia, garante que essa parceria já resultou em diversas atividades conjuntas positivas. ‘‘A realização deste fórum será capaz de ampliar o trabalho e as ações de interesse entre ambas as instituições’’, comenta. Ela também ressalta que reunir tantas pessoas ligadas ao desenvolvimento tecnológico facilita o diálogo para consolidar políticas públicas. ‘‘Com o contato permanente que temos com a RNP, desenvolvemos parcerias sólidas nos temas de infraestrutura de comunicação e iniciativas correlatas. Já a parceria com o CGI.br (Comitê Gestor da Internet no Brasil) permite fortalecer as discussões sobre o Marco Civil da Internet’’, finaliza.

Confira a entrevista completa com Francilene Garcia.

Como surgiu a ideia de realizar o evento conjunto com a RNP?

O Consecti, como organização nacional que congrega as Secretarias Estaduais de Ciência Tecnologia e Inovação (CTI), tem uma agenda conjunta que já resultou em várias parcerias. A mais recente é a iniciativa Veredas Novas, com o envolvimento direto dos estados. Com isso, ao se considerar o novo Marco Legal para CTI e seus impactos, julgamos oportuna a realização de um fórum conjunto Consecti e RNP, reforçando e ampliando as ações de interesse entre as duas instituições. 

Quais serão os principais temas abordados no dia dedicado ao Consecti?

No dia 8/11, vamos destacar os seguintes temas:

- Fontes de fomento à CTI, com foco no FNDCT e impactos do atual contingenciamento;

- Como os órgãos de controle podem contribuir para o novo marco legal de CTI;

- A evolução política do Marco Civil da Internet;

- Experiências estaduais para a expansão da rede de ensino e pesquisa;

- Como as agências de fomento podem contribuir para avanços dos investimentos em projetos estruturantes da rede.

Também teremos a formalização de uma parceria entre o Consecti e a Embaixada da Coreia do Sul. 

Você vai moderar um painel sobre o FNDCT. O que vocês pretendem abordar nesse espaço?

Pretendemos resgatar a importância do FNDCT no fomento à CTI no país, seu atual contingenciamento e alternativas para retomada desse fundo de forma mais efetiva no Brasil.

Quais são as expectativas para este evento?  

Será um espaço para reunir as secretarias estaduais, agentes de inovação, representantes da rede de ensino e pesquisa para refletirem sobre os atuais desafios ao fomento à inovação no país, considerando a redução de recursos e os impactos do novo marco legal vigente. Esperamos alinhar nossas agendas para fortalecer a oferta de facilidades que suportam a nossa rede de ensino e pesquisa.