Notícia

Autoridades reconhecem importância da atuação da RNP nos 25 anos de internet no Brasil

17/10/2017 13:43

"A RNP e suas parcerias tornaram-se imprescindíveis para o desenvolvimento do nosso país”, declarou o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, no Fórum RNP, na abertura do painel comemorativo aos 25 anos da internet no Brasil. O ministro destacou a atuação da organização em ampliar o acesso à internet em território nacional. “Em um momento em que a internet passa a ser o núcleo central de qualquer ação governamental, a RNP consolida sua importância dentro da nossa economia e da gestão pública, em qualquer uma de suas dimensões”, disse Kassab.

Participaram do painel comemorativo, além do ministro Kassab, o diretor-geral da RNP, Nelson Simões, o secretário de Economia da Cultura do Ministério da Cultura (MinC), Mansur Bassit, o presidente da Telebras, Maximiliano Martinhão, o diretor do Departamento de Ciência, Tecnologia e Inovação do Ministério da Defesa, general Decílio Sales, o secretário-adjunto de Ciência, Tecnologia e Inovação do Distrito Federal, Tiago Coelho, o presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF), Wellington de Almeida, e a secretária de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco, Lucia Melo.

O diretor-geral da RNP, Nelson Simões, ressaltou o esforço da visão de ciência, tecnologia e inovação nacional em criar e manter uma infraestrutura dedicada para educação e pesquisa. “Temos uma infraestrutura de classe mundial, no mesmo patamar de grandes países que ofertam redes para o uso de seus alunos, professores e pesquisadores”, disse Nelson.

A secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco, Lucia Melo, representou os estados brasileiros no painel e mencionou o desafio da RNP para a interiorização de redes no Brasil. “Essa nova fase da RNP coincide com o compromisso que temos com o país de acompanhar essa transformação digital que estamos vivendo. A RNP é o principal instrumento no Brasil que garante a internet acessível a todos”, declarou Lucia.

O diretor do Departamento de Ciência, Tecnologia e Inovação do Ministério da Defesa, general Decílio Sales, apontou dois programas governamentais que contam com a parceria da RNP: o Programa Amazônia Conectada, que consiste em levar internet banda larga às comunidades ribeirinhas da região amazônica; e o Programa Nordeste Conectado, do Ministério da Educação, que promove a aproximação dos setores elétrico e de telecomunicações. “Não se trata de um trabalho trivial, pelas dificuldades enfrentadas em um país de dimensões continentais como o nosso”, disse o general Decílio.

Para o presidente da Telebras, Maximiliano Martinhão, que também é presidente do Conselho de Administração da RNP, o trabalho desempenhado pela organização é de “inovação e de superação”. “A RNP tem o desafio de levar a internet nos campi no interior do Amazonas. Hoje, o cabo subfluvial está operacional entre Coari e Tefé. Isso é superação, é entender o desafio e procurar a solução mais adequada”, disse Martinhão, que fez uma homenagem aos 25 moçambicanos que estão participando de cursos da Escola Superior de Redes no Brasil, ao destacar o papel da ESR na “formação de capital humano para a internet brasileira”.

O painel comemorativo também teve a participação do secretário-adjunto de CT&I do DF, Tiago Coelho, que representou o Conselho Nacional de Secretários para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação (Consecti), do presidente da FAP-DF, Wellington de Almeida, que destacou o caráter colaborativo da comunidade científica, e do secretário do MinC, Mansur Bassit, que citou o projeto Cinemas em Rede, para compartilhamento de conteúdos e democratização do acesso ao cinema em território nacional.